Ir para o topo da página

Produto adicionado
com sucesso

0

Quem me dera ser onda

Angola, poucos anos depois da independência. Estamos mais precisamente em Luanda, em anos de esquemas de sobrevivência...

Quantidade

PVP

12,90 €
Se já é assinante de uma das nossas publicações tem 10% de desconto + oferta de portes de envio, em Portugal. O preço será refletido no final da sua compra.
Clique aqui para assinar e poder usufruir das vantagens de ser assinante.

Angola, poucos anos depois da independência. Estamos mais precisamente em Luanda, em anos de esquemas de sobrevivência. Um pai de família desencanta um porco e leva-o para o seu apartamento, no sétimo andar de um prédio. Os filhos, Zeca e Ruca, apaixonam-se perdidamente pelo porquinho. Com uma escrita límpida, Manuel Rui escreve um romance que é, ao mesmo tempo, delirantemente divertido e luminosamente redentor. Sim, vivemos num mundo de esquemas, de falsas aparências, de escusos interesses. O que pode, contra essa realidade crua e dura, a crença verdadeira e ingénua? Podemos ainda acreditar que o sonho, como uma vaga, vai limpar o mundo? Quem Me Dera Ser Onda é um romance genuinamente angolano. Um romance que trata a língua portuguesa de forma magistral e criativa.

Manuel Rui. Nasceu no Huambo, a 4 de Novembro de 1941. Licenciado em Direito, em Coimbra, foi ministro no governo de transição, em 1975, integrando a representação de Angola em organismos internacionais como a OUA e a ONU. É poeta, contista, dramaturgo, romancista e cronista. Escreveu a letra do Hino nacional angolano e letras de canções. Participou em filmes, como figurante e declamando poemas, mas também escrevendo diálogos. Do espanhol ao mandarim, os seus livros estão traduzidos em mais de doze línguas. Publicou, em 1977, Sim Camarada!, o primeiro livro de ficção angolana pós-independência. Quem Me Dera Ser Onda converteu-se num clássico da literatura escrita em português e A Acácia e os Pássaros é o seu mais recente romance. Mas os seus pulmões precisavam ainda de mais calor. Viajou, por isso, em 1888, para os Mares do Sul. Ficou a morar em Samoa. Os nativos gostaram dele. Sabia contar uma história e eles gostavam de o ouvir.

Para informações adicionais, contacte o nosso Serviço de Vendas e Atendimento através do nº 21 469 88 01 (dias úteis - 9h às 19h | sábados - 9h às 17h).
A IMPRESA PUBLISHING, S.A. reserva-se ao direito de alterar/corrigir os preços apresentados sempre que se detetarem erros de digitação ou valores não coincidentes com a campanha que se encontrar em vigor no momento.

Loja Impresa